A Garganta da Serpente

Deusa Ártemis

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Desejos moleques

(Deusa Ártemis)

Tudo nessa vida tem um começo, meio e fim, nada acontece por acaso...Estou aqui sentada, acabei de fazer duas provas, estou chateada, estou feliz, pois hoje também vi um anjo, um anjo lindo moleque, peralta, levado, daqueles que dá vontade de pegar pra criar, pegar pra ensinar, pra fazer ele amadurecer...Que corpinho sensual, quantos músculos saltando pra fora de seu corpinho pequeno, que lindinho, que criatura adorável, amável, que beleza de menino...

Hoje o que mais queria era, abraçá-lo, apertá-lo e beijar sua boquinha com tanta intensidade, queria tirar o seu fôlego de atleta e cansá-lo até dizer chega.

Passar minha mão por sua barriguinha definida e levá-lo nas alturas, queria beijar todo seu corpinho de hominho, deixá-lo completamente nu e molhado de prazer.

Enfim, seria apenas uma tarde, uma noite ou uma hora de delírio, uma pausa para o prazer efêmero, um minuto para pecar. Seria o mais doce beijo, a mais encantadora emoção que eu sentiria, quando sua pele macia de criança se encosta na minha.

Relembro, aquele beijo tão inesperado que me deste, você me alisava com suas mãos finas, passava a mão pelo meu pescoço, num gesto atrevido, eu lembro da sua ousadia e era tão bonito quanto era feio, era tão forte aquele impulso, não podia me deter, parecia uma grande fantasia, e eu me lembro o amor que nós sonhamos fazer. Meu nome você sussurrava tão dengoso, não conseguia deter seus impulsos, era uma força maior.

Seus braços tão deliciosos quanto seus ombros, eu não queria que isto acontecesse, por que você insistiu, e agora como me sinto, agora só me resta olhar no seus olhos, não esqueça aquele dia, pois eu preciso de você hoje a noite, juntos iremos as mais altas montanhas, é só você querer, é só você abrir essa porta e escancarar nosso amor, entregar suas emoções para mim...nada poderá abalar tão sincero amor.

Meu amor, você está em mim, não fuja desse meu peito, um amor tão intenso não pode ir embora assim, e você não sabe como é bonito esse seu amor, amor, não me deixe, agora eu estou completamente emocionada, não tire essas emoções de mim. Você se lembrará de mim quando ouvir certa música, pois eu estou em sua vida e não adianta mentir porque somos pó da mesma estrela.

Nós podíamos ir a praia, abraçados, nós rolaremos na areia, você em mim, de novo repetirmos aquele amor carnal, você está dentro de mim, agora só eu que estou pensando em você, porque o amor é meio contraditório, ah esse amor, que destrói nossos sonhos, ah esse amor, eu sei que você vai se tocar e vir pra mim, porque meu corpo precisa desse teu calor, não dá pra explicar, só sei que é um amor, me deixa tão inspirada, venha, vem compartilhar comigo essas minhas ideias.

Eu fecho meus olhos para te imaginar do jeito que eu queria te ver, entre no meu sonho, você vai se apaixonar, feche as janelas, apenas quero te ver, entre no meu sonho e você irá gostar...Não irei te esquecer, enquanto dorme, eu penso o que irei dizer pra você quando acordar, apenas quero que você entre nesse meu sonho, que você irá gostar...

Eu tenho agora dois corações, uma parte é sua, é só você desfrutar.

Se você soubesse como preciso desse seu toque, viria pra cá, sozinhos vamos nos amar, você irá revelar seus segredos pra mim. E junto iremos crescer, eu e você, você em mim.

  • 2884 visitas desde 3/07/2005
menu
Lista dos 2201 contos em ordem alfabética por:
Prenome do autor:
Título do conto:

Últimos contos inseridos:
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br