A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Papo de mãe

(Ingrid Zavarezzi)

Lagoa Rodrigo de Freitas. As amigas batendo papo, tomando um chopinho, os filhos brincando.


SILVINHA - Eu acho um absurdo, Andreia. O jeito como vocês dirigem. Já reparou como é que fica o trânsito entre 11 da manhã e 1 da tarde? É engarrafamento pra todo o lado! Tudo por culpa das mães levando seus filhos pra escola!

ANDRÉIA - Absurdo nada, Silvinha. Cê fala isso porque você não tem filho.Mãe levando filho pra escola tem prioridade no trânsito e pronto!

LEILA - Mãe levando filho pra escola é igualzinho ambulância, pode tudo.

CECÍLIA - Ah, é verdade, eu que levo a maior garotada pra escola todo dia, sou mais importante que ambulância. Um carro cheio de criança não vale mais do que uma ambulância com 1 doentinho só lá dentro?

ANDRÉIA - Lógico que vale! A Cecília tinha que ter uma autorização especial pra furar sinal, fechar, costurar, parar em fila dupla/

LEILA - (Em cima) Correr, estacionar em lugar proibido. Sem multa! Isso tinha que ser lei de trânsito!

SILVINHA - (Debocha) O que não pode é a criança chegar atrasada, né, Leila?

LEILA - Chegar atrasada, nunca.

SILVINHA - Também não sei porque essa preocupação toda. Eu tenho minhas dúvidas se a escola é tão importante assim: eu me formei em primeiro lugar na minha turma de Direito. Quê que eu faço hoje? Hein?

ANDRÉIA - (Desanimada) Comida congelada.

CECÍLIA - Pois é. Estudei feito uma condenada. Não serviu pra porra nenhuma, aliás, já esqueci tudo!

ANDRÉIA - Eu também já esqueci tudo!! Acho que é o Lexotan que acaba com os neurônios, sabia??

LEILA - Ihh, eu tomo essa merda direto, senão não durmo!!

ANDRÉIA - Outro dia a Paulinha veio com esse negócio de mmc, mdc. Nem lembro mais dessas porcarias.

LEILA - Pra que serve mmc e mdc?

SILVINHA - Pra nada.

LEILA - E Geografia? Outro dia tava o Pedro Henrique decorando os afluentes do Rio Paraíba. Pra quê isso?

ANDRÉIA - Eu nem sei onde fica o Rio Paraíba.

CECÍLIA - Na Paraíba, ué.

SILVINHA - O quê qui é afluente mesmo?

ANDRÉIA - Outro dia a Paulinha veio com um dever de casa assim: com a ajuda dos seus pais pesquise sobre os deuses da Grécia Antiga, COM A AJUDA DOS PAIS, pode?

LEILA - Pra quê que ela precisa saber dos deuses da Grécia Antiga?

ANDRÉIA - Ainda mais a Paulinha, que quer ser veterinária!

CECÍLIA - Meu vizinho era veterinário. Ficou desempregado. Hoje ele vende cerveja na praia, sabia que ganha muito mais?

LEILA - E nem precisava ter estudado. Acho bom você tirar essa ideia da cabeça dela...

SILVINHA - A Paulinha é tão bonitinha, tem um corpinho todo bem feitinho. Se eu fosse você botava ela pra ser modelo, atriz, loura de conjunto de pagode. Isso sim, dá futuro!

LEILA - Mas a Paulinha é morena!

CECÍLIA - Ué, pinta o cabelo, hoje em dia só é morena quem quer!

SILVINHA - Quem tem filha mulher já tem que ir investindo no visual desde pequenininha, Leila, vai por mim...

CECÍLIA - Bota ela pra malhar, tem que ter bunda dura desde cedo!

ANDRÉIA - E ela adora dançar, querem ver só... Vem cá, Paulinha, chega aqui, dança pras titias, aquela coreografia que você aprendeu na TV, mostra pra tia Leila, mostra!


Paulinha dança, sorridente. Elas aplaudem.

SILVINHA - Olha que amor!

CECÍLIA - Que talento!!

LEILA - Leva ela no Raul Gil!

SILVINHA - Se eu fosse você, nem esquentava a cabeça com escola: botava ela pra ganhar dinheiro já! (Beliscando a menina) Esse lombinho tem futuro, né
amor?

CECÍLIA - Imagina quando tiver peitão, bundão!! ninguém segura!

SILVINHA - Pode posar nua, já pensou, que lindo?

ANDRÉIA - (Para Leila) O Pedro Henrique também tem o maior talento.



Olha lá como ele tem jeito com a bola. Em vez de obrigar o garoto a decorar um monte de besteiras, bota ele numa escolinha de futebol!

LEILA - É mesmo, isso é que é profissão.

SILVINHA - E não precisa nem de vestibular. Ái, ái... quando eu tiver um filho, vou querer que ele seja jogador de tênis, que nem o Guga! Já pensou que prático? Uma raquete, um short branco, não precisa de mais nada!

  • 3252 visitas desde 1/07/2005
menu
Lista dos 2201 contos em ordem alfabética por:
Prenome do autor:
Título do conto:

Últimos contos inseridos:
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br