A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Aplaudindo tábuas

(Victor Tales)

Na rua. O homem encurvado repousado no chão acinzentado, antes estendia as mãos e dizia estar entrevado, ter bolhas pelos tornozelos, antes estendia uma das mãos e dizia estar entrevado, ter bolhas pelos tornozelos, antes dizia estar entrevado, ter bolhas pelos tornozelos, antes dizia ter bolhas pelos tornozelos, antes, hoje somente aguarda silenciosamente sobre o chão com o olhar fixo em nossa direção.

Dias. Figura a rua e as pessoas já passam ao redor dele, um obstáculo, nulo, não é mais um homem.

Dias. Passam, ao redor, estranhamente não há mais obstáculo sobrou apenas o chão e algum caco.

  • 2010 visitas desde 2/09/2005
menu
Lista dos 2201 contos em ordem alfabética por:
Prenome do autor:
Título do conto:

Últimos contos inseridos:
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br