A Garganta da Serpente
Cobra Cordel literatura de cordel
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

A Cobra, a Bruxa e o Sapo

(Bartira)

Bem cedo o Sol acordou,
pondo a cara no horizonte
e o cachorro cutucou:
- Acorde, vamos, levante!
(A Lua, lá do outro lado,
já com jeito de cansada
foi pro lado reservado
e dormiu como uma fada.).

Chamou então a menina
que ainda bem sonolenta
põe a água numa tina
e o seu cachorro alimenta.
Mas logo aparece a cobra,
reclamando do calor
e o sol recomenda a sobra
de sombra, junto ao verdor.

Bem certo que é importante,
que é preciso atividade
o Sol sobe do Levante
e vai correndo a cidade,
o campo e toda floresta,
alegre vai despertando:
para alguns isso é uma festa,
mas outros? Só reclamando...

O sapo, a bruxa, o roqueiro,
não querem saber do sol,
reclamam o dia inteiro
do seu imenso farol!
A modelo, nem se fale,
quer ter a pele perfeita
então espera que cale
o calor, quando o sol deita.

Mas há quem more na praia
e assim que o sol desponta
vai "surfar" e talvez caia
na onda, quanto ela monta
sua enorme crista ao céu
ou então, ali na areia,
bronzeando o corpo ao léu,
nenhum perigo receia...

Mas a cobra, a bruxa, o sapo
logo chegam avisando:
- Não acredite no "papo"
de que o Sol é sempre brando.
O Sol pode fazer mal,
então use um protetor.
De seu perigo real,
avisamos, por amor.

Mas um amigo do Sol,
sabendo de seu valor
repara na cor e em prol
do Sol canta seu louvor:
- Se gostam tanto da Lua,
se gostam tanto da sombra,
se só preferem escuro,
isso é algo que me assombra.

- Por quê? Perguntam aflitos.
Porque o Sol nos dá a vida...
Vocês se acham bonitos,
mas a saúde é perdida
se o Sol faltar por completo.
Ele os ossos fortalece,
e com seu modo direto,
ele a nossa Terra aquece.

Faz brotar o alimento,
ilumina o nosso dia,
alegra cada momento
com a luz que irradia...
Um pouco de cada um
sempre é bom pra todos nós:
um pouco de sombra e algum
conforto e calor logo após.

De um lado amigos do Sol,
do outro amigos da Lua,
fizeram um longo rol,
cada um contando a sua
opinião que, isso é fato,
com clareza expressaram...
E como se fora um trato,
um belo canto entoaram!

4417 visitas desde 20/06/2008

LEIA OUTROS CORDÉIS DESTA AUTORA:
Selecione o ckeckbox ao lado para abrir os cordéis em uma nova janela
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br