A Garganta da Serpente
Cobra Cordel literatura de cordel
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Vida de cão

(Ibernise M. Morais Silva)

Vou pro trabalho apressado...
Nas praças vejo, admirado
Cidadãs e cidadãos aposentados,
Crianças pedindo um trocado,
Jovens conversando animados,
Encontro de amigos, namorados...

Outros, com cachorros ao lado,
Outros a passear tão calados
Com seus cães acorrentados...
Uns dóceis, outros danados!
Uns que correm atrás de gatos
Donos, arrastados,desesperados!

Uns bichos são abandonados,
Outros, animais bem tratados,
Mas fazem, das ruas, moradas
Contaminando todas as calçadas...
E para completar esta parada
O dono vai coletar a"sujeirada"...

Com luvas ou sacola amassada
Limpa capim,areia,ou gramado
E não interessa se o coitado
Está doente, velho ou cansado,
Ao criar um cão bem cevado
Seu dono é responsabilizado!

Nessa praga global, a criançada,
Tem que ter espaço conservado...
Garantia de higiene num cercado,
Com brinquedos apropriados...
Pois, nos parques da meninada
A coisa está muito complicada...

(Núcleo Temático Educativo - Indiara/GO, 06.11.2006)

3409 visitas desde 6/09/2007

LEIA OUTROS CORDÉIS DESTA AUTORA:
Selecione o ckeckbox ao lado para abrir os cordéis em uma nova janela
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br