A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Via Crucis

Cruzar é preciso
a estreita via,
criar o acaso
e silêncio que soa

Espreitar o estreito,
oposto do dia,
reter o rastro
do que não voa

Verter o vil
da estreita via,
urna de sal
que o sol coa.


(Cleber Pacheco)


voltar última atualização: 16/05/2017
10649 visitas desde 07/07/2010

Poemas deste autor:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente