A Garganta da Serpente

Lenin Bicudo Bárbara

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Allegro ma non molto

É sensível o tema da sonata,
Que, atento, escuto vinda do piano.
É alguma criação do gênio humano,
Feita nos tempos idos, já sem data...

A melodia é rápida, retrata
Em seus compassos o que é ser mundano;
Ouvi-la é como ouvir, num outro plano,
A fugir uma moça timorata –

Que corre, sem razão talvez, e é bela,
E foge de um segredo que é só dela,
Cheia de medos e, entretanto, rindo! –

E cada movimento que eu escuto,
Lembra essa moça tímida fugindo,
Que é alegre e veloz, mas veste luto...


(Lenin Bicudo Bárbara)


voltar última atualização: 21/10/2006
23069 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente