A Garganta da Serpente

Lenin Bicudo Bárbara

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Transe artística

Roda nas letras, baila nos motivos
Da sinfonia antiga, fascinada.
Fica a reler como não quem quer nada
O livro dos bordões evocativos.

E lê filósofos, mortos ou vivos.
Escuta o jazz da América cansada.
Depois escruta, na alta madrugada,
Aquele texto pelos teus arquivos!

Roda, baila, lê - tudo intensamente -,
Escuta, deixa a música levar-te
Por sentimentos que ninguém mais sente...

Ah! Dama das Idéias, quero achar-te
A queimar teus poemas, reverente,
Que estão pelos sem fim arquivos d'Arte!


(Lenin Bicudo Bárbara)


voltar última atualização: 21/10/2006
23078 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente