A Garganta da Serpente

Lenita Gonçalves

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Frígida

te contei que eu não me gosto?
não sinto tesão em mim
não sinto gosto ou cheiro
nem me arfam mais os seios

o meu cio é mera lembrança
sou mulher que não sente
sou só corpo só sexo só pó
só de uma solidão constante

sou nota gemida n'um grito
hum ai sem fala que cala
ao som de um sexo já morto
que não vibra, sangra ou chora


(Lenita Gonçalves)


voltar última atualização: 16/03/2008
11993 visitas desde 01/07/2005

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente