A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

E simplesmente passo...

você é tão amável e misteriosa
teus olhos dizem mais do que o que eu acreditar
nossa conversa é mais interessante do que parece
conseguir teu telefone foi mais difícil do que você imagina
você sabe o que é pensar mil coisas e só dizer duas ou três??
não te conheço afundo como queria...
e te vejo a maioria dos dias...
teu nome soa mais do que você pode medir...
o pouco que nos vemos é necessário, mesmo sem te namorar...
e todos os dias penso um pouco em você para me proteger!
pois não devo me apaixonar!! não agora...
talvez não queira nada comigo, deixa o tempo decidir...
como queria ouvir você agora, dizendo coisas engraçadas...
passo por você e não te beijo, não te beijo...
oi, tudo bem?? e me vou calado, com mil palavras na cabeça...
você conversa pouco, e eu não arrisco !
mas hoje vou te ver... novamente!
oi, tudo bem?? sorrisos, acenos, olhares...
todo o princípio sem um fim... voltemos ao início... quem sabe !!
quem sabe seria mais fácil te encontrar em uma festa sem te conhecer,
te roubar um beijo correspondido e depois nos conhecermos...
mas aí não saberia a pessoa maravilhosa que você é...
não posso te mimar demais, não tenho dinheiro...
e quem disse que você se preocupa com isso??
eu não sei onde almoçar no Domingo... não tenho a casa de ninguém...
estou sozinho, completamente...
oi, tudo bem?? e passo, simplesmente passo...
e vou pra onde devo ir, querendo voltar, mas não volto...
mas hoje eu vou voltar e dizer que eu quero...
mesmo que a resposta seja não, mas eu quis...
mesmo que se afaste de mim, mas eu tentei...
agora eu tenho de ir... vamos ver... deixa...
oi, tudo bem?? quer sair comigo ??


(Mateus Laurenço)


voltar última atualização: 09/02/2005
5841 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente