A Garganta da Serpente

Paola Caumo

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

CHEGASTE

Chegaste!
Não pediste licença:
Te adonaste do meu coração.
Não vieste com recomendações:
Te apresentaste único e só.
Não vieste com adornos:
Logo te mostraste nu, essência.

Chegaste!
Sensibilidade extremada,
Delicadeza e beleza,
Puro sentimento.

Chegaste!
E eu não pude fugir.
Vida de tua vida,
Vida de minha vida.

Chegaste!
E te chamamos
simplesmente
pelo nome de
AMOR!

(13/fevereiro/2004)


(Paola Caumo)


voltar última atualização: 00/00/0000
6080 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente